Endometriose & Nutrição




Entre 6 a 10% das mulheres em idade fértil sofrem com ENDOMETRIOSE. E as principais consequências desta doença inflamatória está a infertilidade, cólicas abdominais independente da fase do ciclo menstrual, dor durante o ato sexual e ao urinar, náuseas, constipação e até diarreia.


Mas como a endometriose ocorre?

Durante o período menstrual, quando a descamação do endométrio acontece, ele pode se deslocar para as trompas, ovários e até mesmo para as alças do intestino passando a se desenvolver nesses tecidos, ocasionando um processo inflamatório.

Fatores genéticos, hormonais, imunológicos, ambientais, e nutricionais estão diretamente envolvidos nessa doença.


Já temos evidências científicas, por exemplo, sugerindo que a exposição à metais pesados (cádmio, mercúrio, níquel) e à toxinas presentes no plástico (fitalatos), cosméticos (parabenos), pesticidas, lixo industrial (dioxina) e até em utensílios de cozinha (alumínio, chumbo), estão diretamente relacionados à incidência de endometriose.

É por isso que dar preferência aos alimentos orgânicos, evitar o consumo de alimentos industrializados, armazenar refeições em recipientes de vidro, dar preferência aos cosméticos “naturebas” é tão importante.


Intestino! Este tem que estar “tinindo”! É nele onde as primeiras respostas imunológicas e inflamatórias acontecem. O fígado é outro órgão importantíssimo no processo de prevenção. Quando carente em nutrientes cruciais para os processos de destoxificação do metabolismo, acumulamos mais as toxinas as quais somos expostos.

Pensando nisso, o consumo diário de vegetais verdes escuros, frutas e legumes vermelho-arroxeadas, nuts, cacau, abacate, azeite extra virgem, sardinha, tainha, chá verde, preto ou mate deve ocorrer. Eles contém nutrientes e ou compostos bioativos antiinflamatórios, imunomodulador e/ou antioxidante e “detox”.


Utilizar açafrão da terra (cúrcuma) na culinária e na forma de infusão é outro grande aliado das mulheres com endometriose. A curcumina desempenha importante papel anti-inflamatório além de atuar contra o estresse oxidativo relacionado à doença.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo